Surf “live aboard” na Lagoinha do Leste

Dois dias procurando as melhores ondas do sul da ilha de Santa Catarina (Floripa) e principalmente fugindo do crowd, passando por praias selvagens de difícil acesso como Naufragados e Lagoinha do Leste. Conforme a ondulação, há ondas em picos onde o acesso é possível apenas de barco.


Primeiro dia

Embarque na Praia do Sonho, próximo a Naufragados, onde de acordo com a ondulação pode-se fazer a primeira sessão de surf. O próximo destino é a Lagoinha do Leste, a mais selvagem e uma das melhores ondas de Florianópolis, quebrando com todas as ondulações.

Lanche servido a bordo durante o dia e no final da tarde rumamos para a Ilha do Campeche, onde pode-se praticar mergulho livre ou dar uma caminhada para ver inscrições rupestres. Jantar em restaurante na Ilha.

Segundo Dia

Pela manhã, após um café da manhã reforçado, rumo para Lagoinha do Leste para a primeira sessão de surf e depois conforme a ondulação pode-se passar pelo banco de Naufragados e praia de Naufragados. Lanche e frutas durante o dia, e uma refeição no fim do dia tudo servido a bordo.

Os Picos:

Lagoinha do Leste: Parque Municipal com acesso somente por trilha numa caminhada de 1 hora ou de barco. Possui uma pequena lagoa de água doce e uma condição regular de ondas com ventos NE.

Praia dos Naufragados
: limite sul da ilha de Santa Catarina, com acesso por trilha ou barco. Possui casas e restaurantes nativos. Quebra ondas com swell de sul e leste.

Banco de Naufragados: condição excepcional e rara, quebra em mar aberto depois de lestada ou mar grande, de acordo com o fluxo da maré na saída do canal sul.

Guarda do Embaú: não no canto, mas no meio da praia onde há uma condição mais aberta de mar e sem crowd.

Ilha do Campeche: uma das ilhas mais lindas da costa, tombada pelo IPHAN, habitada por pescadores com poucas casas e preservada, com inúmeros sítios arqueológicos e excelente condição de água para mergulho e pernoite.

Observações

No pacote estão incluídos dois dias no barco e todas as refeições, café da manhã, lanches, almoço, jantar, muitas frutas e água. Bebidas — refrigerante e cerveja — são pagas à parte.

O barco oferece instrução e equipamento de mergulho livre (snorkel e máscara).

O pernoite pode ser a bordo (até 10 pessoas) ou no alojamento da Ilha do Campeche (cabana com quartos para 4 pessoas cada e cozinha coletiva) para grupos maiores.

Acompanha o grupo um fotógrafo e um videomaker que produzirão material digital a ser entregue para cada participante.

Comentários

comentários


Um comentário para “ Surf “live aboard” na Lagoinha do Leste ”

  1. linda esta praia,a mais linda do brasil…

Faça um comentário